Barra de progresso de leitura da página
Login / Cadastrar
Imagem do post Gestão da Produção

Você pode ouvir a dica completa no player abaixo. Dê um play!

O processo de gestão da produção é fundamental para a empresa alcançar os objetivos e metas, sem desperdiçar dinheiro e tempo. Priorizar um planejamento adequado das ações é essencial para o desenvolvimento e crescimento do negócio, além de garantir a redução de custos, melhoria da qualidade na entrega de produtos, com o aumento da tão sonhada lucratividade.

As palavras resumem tudo, mas o que realmente vai fazer a diferença é ter atitude, ter coragem para assumir que existem erros ou possibilidades de melhorias e que o quanto mais rápido você se dedicar para uma boa gestão das etapas da produção, mais eficiente o negócio vai se tornar e ainda permitir que você se diferencie da concorrência.

Um bom começo é fazer a estruturação do negócio em função de 3 tarefas que vão permitir a boa gestão da produção, que são: Planejamento, Execução e Controle e Monitoramento.

O Planejamento começa com o bom entendimento do negócio e a definição das etapas que são primordiais para a produção dos produtos, avaliar os fornecedores e conhecer a concorrência. O próximo passo é desenhar um fluxo com as tarefas e as ações que cada uma delas vai precisar para ser melhor, podendo ser desde o estabelecimento de horários definidos para a execução das tarefas até a revisão das negociações com fornecedores e o desenvolvimento de novos visando à possibilidade de dar mais agilidade ao processo produtivo e economizar com os custos. Não esqueça de ficar atento com a concorrência, ela sempre tem muito a ensinar.

A Execução e Controle têm por objetivo dar vida ao planejamento, ou seja, tirar do papel e colocar em prática. Assumindo que o planejamento foi bem elaborado, a execução deve seguir as ações desenhadas para cada tarefa, o tempo previsto e o esforço com a mão de obra. Realizar o controle das tarefas é fundamental para a correção dos problemas e alcançar a melhoria desejada, como dica, um dos pontos que deve ser observado e priorizado é o controle da gestão das entregas dos fornecedores.

Já, o Monitoramento permite a manutenção da busca constante pela melhoria da qualidade nos produtos, além de identificar o quanto antes os erros que fazem parte de qualquer gestão da produção. Uma boa prática de monitoramento é criar procedimentos que permitam a avaliação e documentação de todo processo, com destaque para:

• Padronização: realizar as ações das tarefas conforme método e roteiro pré-estabelecido em documento próprio, para ter condições de medir o resultado e assim permitir que ocorra a diminuição de possíveis falhas de qualidade além de ganhar agilidade para serem identificadas e corrigidas rapidamente.

• Estabelecer critérios: consiste em adotar regras para a validação das tarefas das etapas de produção, mesmo que tenham grau simples de complexidade. Os critérios devem estar escritos e documentados, funcionam como uma meta final a ser alcançada em cada tarefa, além de permitir que possíveis retrabalhos sejam realizados seguindo instruções previamente determinadas, o que traz agilidade e ações mais assertivas nas tarefas de produção.

Por fim, investir na Gestão da Produção, vai muito além do esforço, precisa do envolvimento, da disposição em aceitar mudanças, de pensar constantemente no como fazer melhor, de fugir das desculpas: “não tenho tempo” e “isto não é para mim”, e principalmente estabelecer desafios e criar possibilidades de alcançá-los com a criatividade, que muitas vezes não custa dinheiro e sim, o pensar diferente.