Você pode ouvir a dica completa no player abaixo. Dê um play!

    Food Bike é um modelo de negócio inovador disponibilizado para o segmento comida de rua, sem a necessidade de adquirir ou locar ponto comercial. Está associado ao conceito de Food Truck, com a operação bem mais simplificada e com menor investimento, sendo adequado para a categoria do MEI.

    Muitos profissionais precisam emitir notas fiscais da comercialização dos produtos para participação em eventos e para atender a esta necessidade, a formalização como MEI é uma opção viável, que traz também a tranquilidade de estar amparado pelos benefícios previdenciários, como: auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria, entre outros; além de conseguir condições de compras melhores pelo fato de ter CNPJ. A formalização ocorre através das atividades de VENDEDOR AMBULANTE DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS.

    Acesse os serviços da nossa plataforma e conheça o que a Dicas MEI tem para você e como pode auxiliar na formalização e no dia a dia como MEI.

    O futuro MEI tem que verificar junto à Prefeitura, quais as exigências para trabalhar no local desejado. Para mais informações acesse a nossa dica: Consulta Prévia ou de Viabilidade à Prefeitura.

    O investimento inicial depende do modelo e adaptações da bicicleta, além dos equipamentos instalados como: depósito que pode ser térmico ou não, chapa para sanduiches e hambúrguer, personalização do design para diferenciar o negócio e estratégia de abordagem do público.

    O valor da bicicleta customizada varia desde R$ 1.000,00 para modelo bem simples, até R$ 20.000,00 para modelo com foco na diferenciação pelo design, muitas vezes com motivos que remetem a região, esportes, tipos de produtos comercializados e acessórios.

    Os produtos mais comercializados na Food Bike são: cupcake, café, sorvete, crepes, cheesecake, churros, hambúrguer, tapiocas, brigadeiros, bolos, vinhos e espumantes, e muitos outros.

    Após a formalização como MEI, é necessário obter concessão da prefeitura para trabalhar em locais públicos como ruas e avenidas e da vigilância sanitária para manusear alimentos. Para melhor adaptação a realidade do negócio, o MEI pode fazer um curso de manipulação de alimentos.

    Existe, também, a opção por atuar em espaços privados, como em estacionamentos ou galpões, feiras de negócios e festas empresariais, eventos gastronômicos em shopping centers, festas de aniversário, casamentos e food parks.

    Normalmente, os organizadores oferecem facilidades, como segurança e infraestrutura com banheiros, mesas comunitárias e equipe de limpeza. Em troca disso, o MEI vai pagar taxa para a participação.

    Outra opção viável é realizar parcerias com outros estabelecimentos comerciais, favorecendo ambos os lados; ao ocupar o estacionamento de uma loja, a Food Bike ganha pelo uso do espaço e o lojista pela atração de clientes para o estabelecimento.

    Mais uma parceria comum é a celebrada com os Food Trucks, onde é possível atender o cliente de maneira mais completa, um pode servir a refeição e o outro a sobremesa ou a bebida, por exemplo.

    Como dica de um bom atendimento, você deve ser cordial, procurar identificar as necessidades dos clientes, ter cardápio bem elaborado, ser ágil na entrega dos pedidos, treinar o seu funcionário, disponibilizar meios de pagamento com cartão de débito e crédito e sempre priorizar uma perfeita condição sanitária em todas as etapas do trabalho.

    MEI, ainda como estratégia de diferenciação, existe também as franquias, que ganham força no mercado, com produtos e marcas já conhecidos.