Você pode ouvir a dica completa no player abaixo. Dê um play!

    O guia de turismo é responsável por dar todo apoio para grupos de pessoas que estão viajando, tanto em excursões com o objetivo de turismo, dentro do próprio país ou em viagens internacionais, até em eventos que envolvam reuniões empresariais.

    As principais atribuições compreendem: escolha e montagem de roteiros, organização do tempo de cada atividade respeitando o perfil do grupo e apresentação dos pontos turísticos, restaurantes, casas noturnas, parques, entre outros.

    É fundamental ter conhecimento das histórias, cultura e particularidades do local, saber interagir de maneira humorada com o público e estar à disposição para responder os questionamentos dos turistas.

    A profissão de Guia de Turismo é regulamentada pela lei 8.623 de 1993. O profissional tem que estar cadastrado no Ministério do Turismo através do Cadastur, que é o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo. É gratuito. O profissional tem que estar registrado na prefeitura da cidade.

    Muitos profissionais precisam emitir notas fiscais da prestação de serviços, principalmente os que trabalham para empresas e órgãos públicos. Para atender a esta necessidade, a formalização como MEI é uma opção viável, que traz também a tranquilidade de estar amparado pelos benefícios previdenciários, como: auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria, entre outros, além de conseguir condições de compras melhores pelo fato de ter CNPJ. A formalização ocorre através da atividade de GUIA DE TURISMO.

    Acesse os serviços da nossa plataforma e conheça o que a Dicas MEI tem para você e como pode auxiliar na formalização e no dia a dia como MEI.

    Uma das qualidades primordiais para um bom trabalho é a organização. Apostar na capacitação e fazer cursos agrega diferenciação profissional além de se manter atualizado com novos métodos de interação com o público e demandas que surgem todo momento. Uma boa prática é a leitura de colunas de jornais e revistas especializadas, assistir programas de televisão e realizar pesquisas sobre turismo através da internet por meio de sites e blogs com profissionais renomados que atuam no setor.

    Agora se você está pensando em ser um profissional diferenciado em relação ao mercado de atuação, procure prestar trabalhos personalizados com a necessidade de cada um dos clientes ou dos grupos de turistas. Estabeleça agenda com horários especiais para reuniões em locais que facilitam a presença deles.

    É importante que eles façam parte do planejamento desde o início. Você está na frente dos sonhos deles e dar oportunidade para construção da realidade em conjunto faz toda diferença. Estas atitudes ampliam a possibilidade de captar novos serviços e ganhar a simpatia e fidelidade dos clientes atuais. Pense nisto!

    Caso venha precisar de ajuda, você como MEI, pode contratar um funcionário e o ideal é que antes de iniciar os trabalhos, ele também passe por treinamentos e cursos.

    Já no marketing do negócio, as redes sociais, como Facebook, Instagram e Snapchat são ferramentas importantíssimas e complementares para alavancar os serviços, principalmente pela facilidade de acesso e o baixo custo envolvido. Toda a publicação de conteúdo, imagens e textos, tem que ser bem avaliados e o cliente tem que perceber que as informações estão sendo úteis para ele. Coloque também depoimentos dos clientes e imagens dos trabalhos realizados. É fundamental solicitar a autorização prévia deles para publicação do conteúdo.

    A propaganda e publicidade dos serviços podem ser feitas também através da distribuição de panfletos e cartões de visita em locais com grande fluxo de pessoas. Devem ser considerados, anúncios em revistas e jornais de bairro. Entretanto a divulgação “boca a boca” é a mais eficaz, o que aumenta a necessidade e importância pela qualidade dos serviços prestados, pontualidade e cordialidade, além é claro de ter um preço justo.

    Preste Atenção, uma boa prática de gestão de relacionamento é montar o cadastro com os dados pessoais e de preferências dos clientes. Identifique também a melhor maneira de comunicação, se é por email, WhatsApp, telefone ou pessoalmente. Trazer a relação profissional para o lado pessoal faz toda a diferença.