Você pode ouvir a dica completa no player abaixo. Dê um play!


    Os jardineiros são profissionais que dominam as técnicas para poda, plantio e conservação do jardim, proporcionando beleza, harmonia e equilíbrio com a natureza.

    Os trabalhos tem cada vez mais apelo econômico, ambiental e social e devem ser especializados para atender aos públicos mais exigentes, seja nas residências, empresas e áreas públicas.

    A jardinagem é muito mais que um ato de conservação, hoje, ocupa uma posição de destaque no paisagismo de ambientes e na decoração dos estabelecimentos.

    Muitos profissionais precisam emitir notas fiscais da prestação de serviços, principalmente os que trabalham para empresas e órgãos públicos. Para atender a esta necessidade, a formalização como MEI é uma opção viável, que traz também a tranquilidade de estar amparado pelos benefícios previdenciários, como: auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria, entre outros, além de conseguir condições de compras melhores pelo fato de ter CNPJ. A formalização ocorre através da atividade de JARDINEIRO.

    Acesse os serviços da nossa plataforma e conheça o que a Dicas MEI tem para você e como pode auxiliar na formalização e no dia a dia como MEI.

    Para começar é importante ter equipamentos e utensílios próprios de trabalho. Os mais utilizados são: pás largas e estreitas; tesouras de podas em variados modelos; tesourão para trabalhar as formas das plantas, enxada para capinar o mato e escavar a terra; enxadão para escavar terrenos mais resistentes e abertura de covas; vassoura de jardim para juntar as folhas e gramas cortadas; escardilho para espalhar adubo; sacho para afastar ervas daninhas e auxiliar na limpeza. Têm também os tradicionais carrinhos de mão, regador, pulverizador, saco de jardim, mangueira e luvas.

    O valor inicial de investimento fica em torno de R$ 2.000,00 (dois mil reais) e não será um desafio a aquisição dos equipamentos e acessórios, pois são encontrados em lojas e representantes especializados.

    Agora para quem trabalha constantemente com poda de grama, tem que avaliar a aquisição de máquina específica, que vai trazer mais agilidade ao serviço e poupar esforços físicos. É fundamental analisar a área e o tipo de terreno. Existem diversos modelos de cortador de grama manual, os mais comuns são os elétricos e à gasolina e com valores que iniciam próximos de R$ 1.000,00 (um mil reais).

    Uma das qualidades primordiais para um bom trabalho é a dedicação. Apostar na capacitação e fazer cursos agrega diferenciação profissional além de se manter atualizado com as técnicas de paisagismo e demandas que surgem todo momento.

    Caso venha precisar de ajuda, você como MEI, pode contratar um funcionário e o ideal é que antes de iniciar os trabalhos, ele também passe por treinamentos e cursos.

    A propaganda e publicidade dos serviços podem ser feitas através da distribuição de panfletos e cartões de visita em locais com grande fluxo de pessoas, priorizando a sua vizinhança e locais que predominem os condomínios de casas. Deve ser considerados, anúncios em revistas e jornais de bairro. Entretanto a divulgação “boca a boca” é a mais eficaz, o que aumenta a necessidade e importância pela qualidade dos serviços prestados, pontualidade e cordialidade, além é claro de ter um preço justo.

    Preste Atenção, uma boa prática de gestão de relacionamento é montar o cadastro com os dados pessoais e de preferências dos clientes, que permitam você identificar as técnicas de paisagismo e os tipos de formas para a poda de cada planta.