Você pode ouvir a dica completa no player abaixo. Dê um play!

    A Loja de Material de Construção é responsável por abastecer as necessidades de produtos de uma construção, que vão desde a linha básica, como: ferro, cimento, argamassa, tijolos, tubos e canos, até os mais especializados, como: cerâmicas e pisos, azulejos, acessórios de iluminação, tintas e muitos outros.

    Para um bom desempenho é essencial ter uma boa variedade de produtos e estar atento às novidades que a toda hora surgem com o lançamento de novas tendências apresentadas por arquitetos e decoradores.

    Muitos profissionais precisam emitir notas fiscais para a comercialização dos produtos. Para atender a esta necessidade, a formalização como MEI é uma opção viável, que traz também a tranquilidade de estar amparado pelos benefícios previdenciários, como: auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria, entre outros, além de conseguir condições de compras melhores pelo fato de ter CNPJ. A formalização ocorre através das atividades de:
  • COMERCIANTE DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO EM GERAL;
  • COMERCIANTE DE MATERIAL ELÉTRICO;
  • COMERCIANTE DE MATERIAIS HIDRÁULICOS.
     Você pode se formalizar em todas ou naquela que melhor se encaixar no que você for fazer.
    
    Acesse os serviços da nossa plataforma e conheça o que a Dicas MEI tem para você e como pode auxiliar na formalização e no dia a dia como MEI.

    A forma de atuação ocorre através de ponto fixo. O futuro MEI tem que verificar junto à Prefeitura, quais as exigências para trabalhar no local desejado.

    É primordial avaliar criteriosamente a escolha do local da Loja de Material de Construção e priorizar pontos com grande fluxo de veículos e pessoas, isto faz toda a diferença. Por mais que o desejo seja ter uma loja com espaço reduzido, a estrutura e modelo do negócio para atender ao público não permitem.

    Em relação ao dia a dia, você vai precisar de área com prateleiras para expor os produtos aos clientes, ter balcão de atendimento e depósito para estocar todos os materiais, além de escritório e banheiro, e tudo isso em um ambiente de muita organização. Com isto, todo o fluxo será mais ágil e com ganho de eficiência.

    Na parte externa da loja tem que prever espaço para o estacionamento dos clientes e local para carga e descarga dos fornecedores, tudo de maneira bem organizada.

    Para começar é importante definir o tamanho do estoque e a diversidade de produtos a serem ofertados. O valor inicial médio de gastos depende diretamente destas decisões e considerando um modelo tradicional e enxuto de investimentos, você deve provisionar algo em torno de R$ 45.000,00 com destaque para as seguintes aquisições: estoque inicial de produtos, prateleiras, montagem do balcão, equipamentos de informática, mesas, materiais de escritório, cadeiras para os clientes e itens de material para limpeza.

    Não será um desafio, a aquisição dos produtos, pois são encontrados em lojas e representantes especializados, cabendo pesquisa de preços para uma melhor compra. Busque fornecedores de confiança e que possam lhe atender dentro do prazo desejado.
    
    Alguns custos são rotineiros e precisam ser previstos, como: aluguel do ponto comercial, água, luz, telefone e acesso a internet. 

    Uma das qualidades primordiais para um bom trabalho é a dedicação. Fazer cursos agrega diferenciação profissional e possibilidades de atuação com diversos tipos de clientes e produtos, além de se manter atualizado com as demandas que surgem todo momento. Invista na sua capacitação profissional.

    Caso venha precisar de ajuda, você como MEI, pode contratar um funcionário e o ideal é que antes de iniciar os trabalhos, ele também passe por treinamentos e cursos.

    Já no marketing do negócio, as redes sociais, como Facebook e Instagram são ferramentas importantíssimas e complementares para alavancar o comércio, principalmente pela facilidade de acesso e o baixo custo envolvido. Toda a publicação de conteúdo, imagens e textos, tem que ser bem avaliados e o cliente tem que perceber que as informações estão sendo úteis para ele.

    A propaganda e publicidade da Loja de Material de Construção podem ser feitas também através da distribuição de panfletos e cartões de visita em locais com grande fluxo de pessoas, priorizando a vizinhança do negócio, empresas e os clientes já existentes. Devem ser considerados, anúncios em revistas e jornais de bairro e nas rádios comunitárias. Entretanto a divulgação “boca a boca” é a mais eficaz, o que aumenta a necessidade e importância pela qualidade dos serviços prestados, pontualidade e cordialidade, além é claro de ter um preço justo.

    Preste atenção, estabelecer parcerias com engenheiros, arquitetos e decoradores pode ser uma boa maneira de aumentar os rendimentos. Avalie a possibilidade de entregar os produtos adquiridos no endereço desejado pelo cliente. É sem dúvida um grande diferencial; faça o estudo dos custos e ganhos e mãos à obra.