Você pode ouvir a dica completa no player abaixo. Dê um play!

    O Reciclador é o responsável em coletar materiais usados, como: vidro, papel, papelão, plástico e alumínio e vender para empresas recicladoras, contribuindo com isso, para a redução dos impactos causados pelos resíduos no meio ambiente, como a poluição da água, ar e solo.

    O processo da reciclagem tem por objetivo transformar os materiais usados que seriam destinados ao lixo em matérias-primas para novos produtos com o objetivo de economizar a retirada de recursos naturais da natureza, apoiar a preservação do meio ambiente e colaborar com a limpeza e saúde pública, além de muitas vezes diminuir os custos de produção industrial.

    Muitos profissionais precisam emitir notas fiscais da comercialização dos materiais recicláveis, principalmente os que trabalham diretamente com empresas e cooperativas recicladoras. Para atender a esta necessidade, a formalização como MEI é uma opção viável, que traz também a tranquilidade de estar amparado pelos benefícios previdenciários, como: auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria, entre outros, além de conseguir condições de compras melhores de equipamentos e acessórios para o trabalho, pelo fato de ter CNPJ. A formalização ocorre através das atividades de RECICLADOR DE BORRACHA, MADEIRA, PAPEL E VIDRO; RECILCADOR DE MATERIAIS METÁLICOS, EXCETO ALUMÍNIO; RECICLADOR DE MATERIAIS PLÁSTICOS e RECICLADOR DE SUCATAS DE ALUMÍNIO. Você pode se formalizar em todas ou naquelas que melhor se encaixarem no que você for fazer.

    Acesse os serviços da nossa plataforma e conheça o que a Dicas MEI tem para você e como pode auxiliar na formalização e no dia a dia como MEI.

    A forma de atuação ocorre de maneira externa, através da coleta dos materiais recicláveis em locais pré-determinados pelos clientes. O futuro MEI tem que verificar junto à Prefeitura se existem exigências a serem cumpridas para realização dos trabalhos.

    O mercado de trabalho é bem amplo e com muitas possibilidades, com destaque para atuar com parcerias junto aos estabelecimentos comerciais, empresas, indústrias, hotéis, prefeituras, centros empresariais, entre outros.

    A reciclagem é identificada através do símbolo de uso e padrão internacional, que é um triângulo com três setas dispostas no sentido horário. As setas representam um ciclo, com os principais atores do processo: a indústria, o consumidor e o próprio processo da reciclagem. As embalagens que são recicláveis possuem este símbolo.

    Fique atento, para um bom desempenho das atividades é fundamental que você conheça o sistema de cores dos coletores estabelecidas no Brasil, e assim facilitar a separação dos resíduos, sendo:

  • Vermelho: plástico
  • Azul: papel e papelão
  • Verde: vidro
  • Amarelo: metal
  • Preto: madeira
  • Laranja: resíduos perigosos
  • Branco: resíduos dos serviços de saúde
  • Marrom: resíduos orgânicos
  • Roxo: resíduos radioativos
  • Cinza: resíduos gerais não recicláveis

    Uma boa alternativa para começar é ter coletores seletivos de materiais recicláveis próprios. Procure fazer contratos com os clientes para deixar os coletores nas instalações conforme prazo estabelecido e programar retiradas com os resíduos rejeitados. Você tem que prever, também, os valores dos fretes para entrega e retirada dos coletores.

    Caso você utilize veículo próprio para se deslocar, aproveite para colocar adesivos com os dados da empresa no carro, deixando claro que você é Reciclador de Materiais Usados e inclua o slogan “Pronto Atendimento”.

    O valor inicial médio de investimento nos equipamentos fica em torno de R$ 2.000,00 e compreende: aquisição de 20 coletores plásticos de 30 litros e 1 carrinho para locomoção dos coletores vazios e cheios nas instalações dos clientes. Não será um desafio a aquisição dos equipamentos, pois são encontrados em lojas e representantes especializados. Faça pesquisa de preços para uma melhor compra.

    Você não deve esquecer de programar R$ 200,00 para aquisição de equipamentos de proteção individual, como: luvas, botas e capacete.

    Com o crescimento no número de clientes, as oportunidades também aumentam e você deve avaliar o melhor momento para investir em novos modelos de coletores, mais resistentes e práticos, com rodinhas e tampas, em aço e com tamanhos usuais que vão desde 120 até 1.000 litros.

    Uma das qualidades primordiais para um bom trabalho é a dedicação. Apostar na capacitação e fazer cursos agrega diferenciação profissional, além de se manter atualizado com as novas técnicas, métodos e demandas que surgem todo momento. Uma boa prática é a leitura de colunas de jornais e revistas especializadas, fazer pesquisas sobre o tema desejado através da internet por meio de sites e blogs de empresas referência no setor.

    Agora se você está pensando em ser um profissional diferenciado em relação ao mercado de atuação, procure prestar trabalhos personalizados com a necessidade de cada um dos clientes, estabeleça agenda com horários especiais que atenda os interesses deles. É fundamental estar disponível. Estas atitudes ampliam a possibilidade de captar novos serviços e ganhar a simpatia e fidelidade dos clientes. Pense nisto!

    Caso venha precisar de ajuda, você como MEI, pode contratar um funcionário e o ideal é que antes de iniciar os trabalhos, ele também passe por treinamentos e cursos.

    Já no marketing do negócio, as redes sociais como: Facebook e Instagram são ferramentas importantíssimas e complementares para alavancar os serviços, principalmente pela facilidade de acesso e o baixo custo envolvido. Toda a publicação de conteúdo, imagens e textos, tem que ser bem avaliados e o cliente tem que perceber que as informações estão sendo úteis para ele. Coloque também imagens dos coletores que serão disponibilizados aos clientes.

    A propaganda e publicidade dos serviços podem ser feitas também através da distribuição de panfletos e cartões de visita em centros comerciais e empresariais. Devem ser considerados, anúncios em revistas e jornais especializados sobre o tema. Entretanto a divulgação “boca a boca” é a mais eficaz, o que aumenta a necessidade e importância pela qualidade dos serviços prestados, pontualidade e cordialidade, além é claro de ter um preço justo.

    Uma boa prática de gestão de relacionamento é montar o cadastro com os dados dos clientes, tipos de coletores demandados e serviços já realizados. Identifique também a melhor maneira de comunicação, se é por email, WhatsApp, telefone ou pessoalmente.

    Preste Atenção, os materiais e respectivos produtos mais reciclados são: o VIDRO - potes de alimentos, garrafas e cacos de vidro; PAPEL - jornais, revistas, caixas de papelão e cartões; METAL - latas de alumínio, arames, cobre, alumínio e PLÁSTICO - garrafas, sacos, sacolas de supermercado, copos, embalagens de materiais de limpeza. Agora é com você, avalie os custos, ganhos e mãos à obra.